7 erros comuns (e críticos) de Inbound Marketing

7 Erros Comuns (e Críticos) de Inbound Marketing

É muito comum vermos cases de pessoas que aparentemente tomaram o mesmo caminho no marketing digital e em suas campanhas de Inbound Marketing – buscando crescer sua base de leads, criar um relacionamento com elas e aumentar as vendas – mas alcançaram resultados bastante diferentes.

E isso acontece, na grande maioria das vezes, porque uma dessas pessoas não deu a atenção devida à um ou mais desses 7 princípios básicos do Inbound que trataremos hoje.

Então, se você está se perguntando porque não está tendo os resultados esperados com o seu inbound marketing, dê uma boa olhada no seu site e na sua campanha veja se você não deixou passar nenhum destes fundamentos:

 

1. Um Título de Homepage amigável ao SEO

 

As boas práticas de SEO nos dizem que devemos otimizar nossas ‘tags titles’ , e existem muitos guias excelentes que nos dizem exatamente como fazer isso aqui e aqui.

Se a tag do cabeçalho (h1) do seu site do seu site começa com “Home”, (ou seja, “Home | Nome de Sua Empresa”) você pode ter uma oportunidade rápida para dar um impulso no seu tráfego orgânico, simplesmente substituindo-a pela palavra-chave mais importante da sua empresa.

Essa é a primeira coisa que olhamos na hora que começamos a avaliar se um site possuí os principais fundamentos básicos do inbound marketing. Dito isso, avancemos!

 

2. Seus Artigos de Blog vão à algum lugar?

 

A segunda verificação que fazemos ao avaliar um site é ir no blog da empresa, e checar a última vez que um artigo foi publicado (esperamos que haja pelo menos um artigo por semana).

Muitas vezes somos surpreendidos (de uma boa maneira) ao descobrir que a empresa tem dedicado um grande esforço para seu blog.

Ainda no artigo, nós fazemos o nosso melhor para verificar se seu conteúdo está de acordo com a persona alvo dessa empresa. Então vamos para o final do artigo e muitas vezes encontramos exatamente o que esperávamos — o artigo apenas termina.

Descobrimos que o final de um artigo de blog é o melhor lugar para continuar a jornada de compra com uma ‘call-to-action’ (CTA). Este é o lugar de onde a Future e outras empresas de sucesso obtêm grande parte das suas conversões.

Ao inserir qualquer tipo de  CTA para direcionar o seu leitor ao final do seu artigo causará um aumento de desempenho considerável no seu blog, mas obviamente é ainda melhor quando o artigo está diretamente relacionado com a próxima etapa ou oferta apresentada.

 

3. Remover suas Meta Tags “Noindex/Nofollow”

 

Durante o desenvolvimento de um site, muitos web designers usam uma meta tag chamada “noindex / nofollow” para garantir que, enquanto eles estão trabalhando, o site não seja encontrado e indexado nos mecanismos de busca.

Você ficaria surpreso com a quantidade de web designers que, acidentalmente, deixam essas tags para trás quando entregam um site.

O resultado disso: as empresas estão com seu novo site lindo, vários conteúdos criados, porém, não podem ser encontrados no Google porque não estão indexados.

Um jeito rápido que usamos para verificar isso é fazer uma rápida pesquisa no Google por “site:dominiodaempresa.com.br” para ver quantas páginas aparecem. Se for um número baixo e não estivermos vendo nenhuma das páginas importantes do site, fazemos uma verificação do código-fonte e… batata! Quase sempre estão lá os culpados “Noindex/Nofollow”.

 

[TS-VCSC-Icon-Box-Tiny box_background_color=”#ffc423″ title=”NÃO FIQUE DESATUALIZADO!” title_wrap=”h2″ font_title_family=”Default:regular” title_size=”20″ title_weight=”bold” title_color=”#ffffff” font_content_family=”Default:regular” icon_color=”#0e376d” icon_size_slide=”3″ icon_margin=”9″ icon_frame_type=”outset” icon_frame_thick=”2″ icon_frame_radius=”ts-radius-full” icon_frame_color=”#0e376d” icon_padding=”15″ box_border_type=”solid” box_border_color=”#ffc423″ box_border_thick=”4″]

Inscreva-se agora para receber conteúdo de qualidade sobre marketing digital.


[contact-form-7 404 "Not Found"] [/TS-VCSC-Icon-Box-Tiny]

4. Corrigindo Links Quebrados

 

Quando estamos avaliando websites, nós não necessariamente vamos com o objetivo de encontrar o maior número de links quebrados possível. Mas quando os encontramos, é um ponto importante a ser corrigido.

É especialmente preocupante quando um desses links quebrados são alguma ‘call-to-action’ importante do seu website, situação que vemos mais do que gostaríamos.

Links quebrados são facilmente corrigidos, e existem diversas ferramentas online que fazem uma verificação completa dos links no seu website.

As que mais usamos são: Broken Link Check e Dead Link Checker

 

5. Uma Proposta de Valor para Inscrição

 

Algumas ferramentas de blog, até mesmo de grandes empresas de Marketing como a HubSpot, utilizam um cabeçalho padrão dizendo “Assine o nosso blog” ou “Inscreva-se em nossa Newsletter” acima de seus formulários de inscrição.

Isso não fornecem nenhum tipo de valor para que o leitor de fato se inscreva, não incita a conversão da Lead!

Se você está procurando impulsionar suas conversões, considere tratar seus formulários de inscrição de forma parecida com a qual você trataria suas ‘calls-to-action’ ou ofertas.

Crie um título e um bom texto que dê suporte à ele. Faça com que seu usuário sinta desejo em se inscrever para seus conteúdos.

Exemplo:

O Henrique Carvalho, do ViverDeBlog, faz um excelente trabalho nesse ponto. Seus formulários de inscrição dizem: “Mais que um blog, um estilo de vida: Junte-se a 140,416 leitores inteligentes e receba atualizações, artigos e dicas imperdíveis para ter sucesso com o seu blog (é grátis)!”

 

6. Artigos de Blog que Realmente Oferecem Valor

 

Seus artigos no blog não estão tendo a atenção que você esperava? Talvez seja porque eles são muito mais auto promocionais do que qualquer outra coisa, e se for o caso é natural que seus prospectos não deem atenção pra eles.

Talvez sejam sobre um pensamento que você teve ou uma história que você queira compartilhar que não ajuda de verdade seu prospecto alvo de maneira alguma. Talvez você (ainda) não seja um escritor suficientemente bom. Talvez seu conteúdo seja apenas chato mesmo.

Vivemos em uma época em que é cada dia mais comum as empresas possuírem um blog, e mais de 2 milhões de artigos de blog são publicados por dia. As equipes de marketing devem separar um tempo para garantir que seu conteúdo é atrativo para seus prospectos alvo, e que passarão no teste do “E eu com isso?”.

Construir conteúdo que você sabe que irá ajudar suas personas alvo (você sabe quem são elas, certo?) irá te colocar de volta no caminho do sucesso.

 

7. Acompanhando o Desempenho do seu Website

 

Não ter uma ferramenta de automação de marketing (como a RD Station) na sua empresa é uma coisa; não ter sequer o Google Analytics instalado em seu site é totalmente outra.

Este é um recurso crítico que olhamos quando estamos avaliando o Inbound de uma empresa.

Para identificar se o seu site está ou não com o Analytics instalado, você pode usar algum plug-in como o Ghostery, para o navegador Google Chrome, que identifica os códigos de rastreamento instalados em um determinado website (você ficaria surpreso com quantas vezes ele não mostra nada, mesmo em sites bem projetados). Como uma última etapa, aqui na future confirmamos os resultados do plug-in checando o código conte.

Quando conversamos com as pessoas dessas empresas, elas geralmente não têm ideia do que seu site está realmente fazendo para eles.

Outra coisa que nos deixa surpreso é quando a equipe de TI controla o Google Analytics e compartilha apenas ocasionalmente relatórios em PDF com a equipe de marketing. Isso sim nos faz perder alguns cabelos (muitas vezes porque arrancamos eles mesmo).

 

Gostou desse artigo? Deixe um comentário abaixo 🙂

 

Essa lista possuí apenas as situações que mais encontramos por aí! Caso queira perguntar algo, tirar dúvidas ou compartilhar questões existenciais, você pode deixar um comentário abaixo e logo te responderemos!

[TS-VCSC-Icon-Box-Tiny box_background_color=”#ffc423″ height=”minheight” min_height=”230″ padding_top=”15″ padding_bottom=”15″ title=”NÃO FIQUE DESATUALIZADO!” title_wrap=”h2″ font_title_family=”Default:regular” title_size=”20″ title_weight=”300″ title_color=”#0e376d” font_content_family=”Default:regular” icon_color=”#0e376d” icon_size_slide=”3″ icon_frame_type=”outset” icon_frame_thick=”2″ icon_frame_radius=”ts-radius-full” icon_frame_color=”#0e376d” icon_padding=”15″ box_border_controls=”true” box_border_setting=”border-top-style:dashed;border-right-style:dashed;border-bottom-style:dashed;border-left-style:dashed;|border-top-width:2px;border-top-left-radius:2px;border-right-width:2px;border-top-right-radius:2px;border-bottom-width:2px;border-bottom-right-radius:2px;border-left-width:2px;border-bottom-left-radius:2px;|border-top-color:#0e376d;border-right-color:#0e376d;border-bottom-color:#0e376d;border-left-color:#0e376d;”]

Inscreva-se Agora para receber conteúdo de qualidade sobre marketing digital para crescer sua empresa!


[contact-form-7 404 "Not Found"] [/TS-VCSC-Icon-Box-Tiny]