Marketing para clínicas médicas: tudo que você precisa saber

 Em Conteúdo, Conversão, Estratégia, Inbound Marketing, Marketing, Marketing Digital, Midias Pagas, Tráfego, Vendas

A área da saúde sempre foi marcada pela excelência de serviços e por algo que realmente encantou a população: a modernidade. Todo mundo já ficou extasiado diante de alguma tecnologia utilizada na área médica, seja em um diagnóstico, procedimento cirúrgico ou atendimento clínico.

Essa modernidade que acompanha a área médica não deve ficar restrita ao consultório. Não faz sentido uma empresa possuir grandes aparatos tecnológicos, e manter parte de sua mentalidade de negócios em processos antigos.

Num contexto de alta modernização, a clínica médica deve seguir com foco nas novas tecnologias, acompanhando as evoluções, tanto de suas atividades quanto do público-alvo. E é aqui que o marketing digital para clínicas médicas aparece como ferramenta que ajudará neste desafio de levar ao público toda sua qualidade, pensado de forma alinhada com as formas mais atuais de divulgação.

O marketing digital movimenta bilhões de dólares anualmente. Cada vez mais, as instituições estão percebendo a necessidade da presença online para sobrepor a concorrência e se posicionar como autoridade de mercado. O setor de saúde é um segmento no qual o público demanda informação, há o contato constante entre empresa e cliente e o atendimento de qualidade é essencial.

Todos esses fatores podem ser inseridos dentro de um bom plano de marketing digital, e a clínica tende a atrair mais oportunidades de negócio.

Separamos tudo o que você precisa saber sobre como o marketing digital vai ajudar a potencializar os resultados para clínicas médicas. Veja a seguir!

Marketing para clínicas médicas – análise e estratégia: o começo de tudo

Como qualquer processo empresarial, o marketing digital para clínicas médicas precisa ter método e propósito. Escolher a forma correta e conseguir atingir os objetivos são duas tarefas que se executam com base na estratégia.

Um marketing sem estratégia é como um barco sem capitão. Ele pode até navegar, porém, o destino certo depende muito do comando. A clínica médica que pretende inserir o marketing digital em sua realidade precisa pensar em alguns pontos importantes:
Forma de contato com o público-alvo;

  • Como transpor sua voz empresarial para internet;
  • Em quais mídias pretende atuar;
  • Qual será o fluxo de comunicação com os leads.

Tudo isso faz parte do processo e deve ser executado com bastante afinco. O ideal é a empresa estar em sintonia com profissionais da área que sejam capazes de analisar os melhores recursos e técnicas e construir uma estratégia eficaz. Ela precisa manter-se alinhada à mentalidade da clínica em relação a respectiva postura, linguagem e posicionamento na rede.

Para fechar esse tópico, não podemos deixar de falar sobre análise de público-alvo. O marketing digital é extremamente data-driven, e a análise contínua dos dados é central para

redução dos erros de estratégia e direcionamento de público.

A clínica precisa conhecer bem seus clientes e, se possível, contabilizar os dados de seu sistema de agendamento e cadastro para analisar estatísticas como sexo, idade, local de moradia, renda. Todas essas informações são fundamentais para construir uma imagem digital que seja compatível com o público desejado. Além disso, são fundamentais na hora de construir os anúncios (veremos mais sobre eles adiante).

Site: a importância de uma central de informações na web

O desenvolvimento de uma boa estratégia de marketing digital para clínicas começa com o site. O endereço eletrônico funciona como uma central de informações sobre a empresa.

Tudo aquilo que a clínica pode oferecer aos pacientes deve estar devidamente inserido na página. É premissa básica de um bom site ter conteúdo bem desenvolvido e focado em tirar todas as dúvidas e deixar o cliente informado.

No momento de desenvolver o site, é necessário ponderar algumas questões importantes, como:

  1. Identidade visual;
  2. Navegabilidade, ou seja, a facilidade para acesso às informações;
  3. Rapidez para carregamento;
  4. Clareza de informações;
  5. Meios de contato;
  6. Responsividade, que é a capacidade do site se adaptar às telas dos dispositivos móveis.

Todos esses aspectos impactam na qualidade do site e também no seu ranqueamento nos sistemas de busca, como Google e Bing.

Não se pode pensar um site como apenas um apanhado de informações. O coração de uma empresa na internet é sempre seu endereço eletrônico. Portanto, o desenho de toda estratégia passa pelo site de uma forma ou de outra, mesmo que seja em apenas uma página de contato ou um blog.

Redes Sociais: A clínica chega até seu público

Segundo o Facebook, sua base de usuários no Brasil ultrapassa 127 milhões de perfis ativos. Isso significa que mais da metade da população do país está presente na rede de Mark Zuckerberg. A magnitude desse dado apresenta uma nova realidade para o marketing: as redes sociais são a nova televisão. Se há alguns anos a TV era o objeto de desejo e um dos meios mais eficazes para fazer propaganda, hoje as redes sociais ocupam esse espaço.

A grande virtude das redes sociais é o fato de permitir a criação de uma página para a empresa e viabilizar a veiculação de anúncios digitais. Os perfis funcionam como uma central de informações dentro daquele universo, sendo possível compartilhar conteúdos, links, vídeos, gif, fotos e muito mais.

O perfil empresarial é mais próximo do consumidor e, em muitos casos, há interação entre a voz empresarial e o potencial cliente, algo impensável nos antigos moldes do marketing.

A capacidade de interação, compartilhamento de conteúdos e atendimento ao cliente fez muitas empresas apostarem alto nas redes como plataforma de marketing. Um fluxo de marketing digital bem estruturado precisa contemplar estratégias de social media, pensando nos seguintes fatores:

  • Tom adotado pela empresa nas redes;
  • Capacidade de atendimento e interação com o público;
  • Linguagem adotada para publicações;
  • Periodicidade de postagem;
  • Qualidade dos conteúdos compartilhados.

Existe uma mudança de perspectiva muito grande no marketing digital. Hoje, a empresa vai atrás do público, interage com ele e busca construir um relacionamento para ampliar a abrangência da marca e conquistar o público.

Todos os pontos mencionados acima servem para nortear o trabalho de social media e maximizar sua eficiência para que atinja as expectativas dos gestores da clínica.

SEO e Anúncios

Lembra que o tópico “site” falou sobre ranqueamento nos sistemas de busca e o tópico “redes sociais” mencionou os anúncios? Chegou a hora de saber mais sobre esses dois assuntos, que também são fundamentais para a estratégia de marketing digital da clínica médica.

SEO

O SEO é o ato de otimizar o site para os sistemas de busca da internet. O Google e outros buscadores utilizam um algoritmo que faz uma leitura rápida dos sites e oferece nas primeiras posições da busca os endereços mais completos, ou seja, que possuem mais relação com a sua pesquisa.

Estar entre os primeiros colocados da busca não é um capricho, e sim uma enorme parte da estratégia, principalmente do marketing de conteúdo. Quando uma empresa possui um site e/ou um blog, todo o conteúdo inserido nele passa por esse “escaneamento” feito pelo sistema de busca. Por isso, é preciso pensar em palavras-chaves, estruturação de páginas, endereços de URL e muito mais.

Aprimorar o SEO do site da clínica pode dar mais visibilidade orgânica para ele. Desse modo, torna-se mais fácil ser encontrado nas buscas, sem que haja a necessidade de criar anúncios para a divulgação.

Veja mais sobre os anúncios e como eles funcionam abaixo!

Anúncios

As empresas de tecnologia, como Google e Facebook, perceberam que a utilização de suas plataformas pelas organizações ocorre em grande volumetria. Os anúncios foram criados para que as empresas possam se destacar em meio à concorrência, seja no sistema de busca do Google ou dentro das timelines dos usuários do Facebook e Instagram.

Os anúncios do Google funcionam com bases em palavras-chaves de pesquisa. Existem diversos critérios que norteiam a elaboração desses anúncios. Contudo, podemos dizer, resumidamente, que a empresa paga para se destacar quando o usuário faz uma pesquisa referente ao assunto desejado e que a empresa aborda.

Existe também o formato de anúncios em rede de display. A rede é constituída por uma série de sites parceiros do Google que veiculam banners de publicidade.

No caso das redes sociais, uma página pode patrocinar um post ou impulsionar curtidas em sua página. O conteúdo do post pode ser bastante diversificado, cabe à clínica decidir que tipo de material pretende desenvolver e divulgar para o público.

Dentro das redes sociais, é possível segmentar os anúncios de acordo com as características do público-alvo. Portanto, lembre-se dos dados de clientes mencionados lá em cima. É agora que eles vão fazer toda a diferença para a segmentação dos anúncios de marketing digital para clínicas médicas.

E-mail marketing

Apesar de não ser uma estratégia tão nova, o e-mail marketing ainda se mantém firme como uma boa opção para fazer fluxos de nutrição com os clientes. Os fluxos consistem em e-mails programados e disparados esporadicamente, que servem como pequenas pílulas de conteúdo para os interessados. Isso proporciona contato com a marca, engajamento, e, ao mesmo tempo, recebimento de informações interessantes.

Além disso, os e-mails podem ser usados em estratégias de relacionamento e também para apresentar novos serviços e informações sobre a clínica. Para não errar na construção de um e-mail, a clínica deve tomar cuidado com:

  • A frequência de envio;
  • A autorização para envio (não forçar pessoas a receber seus e-mails);
  • A qualidade das mensagens.

Conclusão

O marketing digital é uma poderosa ferramenta para qualquer empresa independente do mercado no qual se insere. A possibilidade de realizar uma aproximação com o público e fomentá-lo com conteúdos e informações relevantes, que impactam no seu poder de decisão, são pontos importantes para uma estratégia bem elaborada e executada e que apresenta resultados.

Os conteúdos utilizados se tornam parte indexável de uma estratégia de convencimento com base na informação, e essa estratégia – conhecida como inbound marketing – é muito utilizada no universo do marketing.

Não deixe de ponderar a adoção do marketing digital para a sua clínica médica. Tecnologia sempre foi algo bastante discutido na área, assim como acontece no marketing. Ao transpor seus processos para uma metodologia mais moderna, a clínica pretende otimizar seus serviços e a experiência dos pacientes, correto?

A mesma coisa deve ser pensada com o marketing e a comunicação. A modernidade trouxe a oportunidade de aproximação com o público e da construção e fortalecimento de relacionamento. É importante destacar que o marketing digital é um dos alicerces desse novo contexto.

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOSSOS CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DESSES:
Terceirização