Otimização SEO de site: Como torná-lo mais competitivo no Google

 Em Conteúdo, Conversão, Estratégia, Inbound Marketing, Marketing, Marketing Digital, Midias Pagas, Tráfego, Vendas

Você pode até ter um site responsivo, com um bom design e boa performance, mas será que você investe eficientemente na otimização de conteúdo para ranquear melhor e obter melhores resultados de venda ou cliques?

Então precisamos falar de otimização SEO de sites e como isso é importante para a sua estratégia de atração de novos negócios.

No post de hoje, daremos dicas práticas de como você pode melhorar seu site para que ele ranqueie melhor e te ajude a alcançar o seu usuário final com mais facilidade. Também explicaremos rapidamente o que é SEO, como funciona e de que maneira a sua empresa pode tirar proveito desse mecanismo.

E, por fim, vamos destrinchar não uma, mas 5 técnicas de otimização SEO de sites para todos os segmentos. Boa leitura!

O que é otimização SEO de sites?

É certo que você já deve ter esbarrado na internet com diversos artigos sobre otimização SEO de sites. Mas, será que você realmente sabe como funciona essa otimização?

Vamos partir do seguinte princípio: o Google ranqueia conteúdo, certo?

Esse conteúdo é apresentado toda vez que uma palavra é buscada. Chamamos essa palavra de palavra-chave (Keyword).

Para otimizar o seu site, será necessário gerenciar diversas técnicas e mecanismos que mostrem ao Google como você é a referência no assunto que  determinada palavra-chave trata.

Vamos explicar passo a passo como um site deve se portar olhando atributos diferentes de ranqueamento. Para o exemplo ficar bem completo, usaremos a hipótese em cima de um site de tecnologia que vende diversos tipos de softwares.

Os 7 atributos essenciais para a Otimização SEO de sites

1 – As palavras-chaves são a estrutura de tudo

Como falamos acima, são as palavras-chaves que levam o Google a entender o que  está sendo procurando. Se o seu site não tiver as palavras-chave corretas, como ele terá a otimização SEO de sites? É basicamente impossível.

Por isso, é importante que você tenha em mente todas as palavras-chaves que vai utilizar no seu site e sempre as coloque no lugar certo e da forma correta.

O primeiro passo é entender melhor os seus serviços e produtos e quais são as intenções de buscas dos consumidores quando procuram por você no Google. Dessa forma, é possível gerar palavras-chave que façam sentido para o usuário.

Com essas keywords em mãos, tente colocá-las em textos que também façam sentido para o usuário. Não adianta sair colocando as palavras aleatoriamente.

O Google consegue entender quando as palavras-chave são usadas sem critério em alguma página e pode penalizar com um rebaixamento de ranking.

Crie textos relevantes para o usuário, com informações e conteúdos que sejam realmente diferenciadas e insira as palavras-chaves de maneira natural ao longo do texto.

No nosso exemplo de empresa de tecnologia, você poderia colocar palavras-chaves que falassem do produto (software para área logística, empresa de tecnologia, empresa de geração de software) e por aí vai.

A ideia é colocar o conjunto de palavras-chave espalhado pelos diversos textos do site.

2 – Os títulos precisam ser chamativos

As keywords precisam aparecer em qualquer otimização SEO de sites, porém os títulos são  tão importantes quanto elas.

O grande segredo do SEO é a divisão entre agradar os robôs do Google, que  estabelece um melhor ranqueamento, e agradar o usuário final, que gera mais leads e oportunidades de negócio.

Os títulos devem ser atrativos, mas, ao mesmo tempo, precisam ter as palavras-chaves que você quer ranquear.

Pense sempre que o seu título é como um de redação. O Google começará lendo o seu texto por lá. Então, passe uma mensagem clara a respeito do conteúdo que virá abaixo.

Supondo que  escreverá títulos para a sua empresa de tecnologia, opte por  explicitar o assunto ou conteúdo que a página abordará no início dela.

Por exemplo:

  • Título – Sobre Nós – Empresa de Tecnologia X
  • Título – Produtos e Serviços – Softwares de Tecnologia Y

Viu como em cada página colocamos títulos,  os quais têm palavras-chave, mas, ao mesmo tempo, dizem a respeito do que se trata?

3 – Talvez você não saiba o que é uma meta description, mas olha para ela todos os dias

Sabe quando você entra em algum resultado de busca no Google e aparece um textinho explicando sobre o que é aquela informação, logo abaixo do título? Essa é a meta description.

Ela é a responsável por informar o usuário sobre uma introdução às informações, mas, serve também como um fator de ranqueamento, pois o Google lê um pouco mais sobre o que é seu conteúdo.

Criar uma boa meta description não só mantém você em uma posição melhor no Google, como também possibilita uma chance de conseguir o clique do usuário.

Supondo que você criou um blog post sobre os melhores softwares de tecnologia do mundo. A palavra-chave que você resolveu explorar é: melhores softwares de tecnologia.

Agora que você já tem a sua keyword, precisará criar uma meta description sucinta, que chame a atenção do usuário e te ajude a subir uma posição no ranqueamento.

Que tal criar algo assim, por exemplo:

“Procurando pelos melhores softwares de tecnologia no mundo? Elencamos os 10 melhores softwares para as diversas necessidades empresariais. Confira!”

Lembrando que a meta description precisa ter no máximo 155 caracteres para que seja lida completamente. Se ficar muito longa, surgirão aquelas reticências no final, o que pode atrapalhar a experiência do usuário. Se ficar muito curta, ela pode ser penalizada por não ser tão atrativa.

4 – Os links importam (muito) para você

Quando falamos sobre esse assunto, dentro de qualquer estratégia de otimização, é necessário nos aprofundarmos nos motivos e direções que os links entregam ao conteúdo.

Quando algum site direciona um link para o seu, o Google entende que esse domínio está indicando você. Chamamos isso de backlinks. O propósito dos backlinks é aumentar o conhecimento do leitor dando um “caminho” para ele entender determinado assunto, e também aumentar o tráfego do seu site.

Os backlinks podem ser inseridos nas páginas e conteúdos de duas formas:

  • Internamente, redirecionando os leitores para seu próprio site;
  • Externamente, redirecionando do seu site para outro domínio (ou vice e versa).

Ambos tipos de links são importantes, pois mostram para o Google o comprometimento com o seu tipo de conteúdo. Por isso, invista sempre nos dois.

Os backlinks são importantes para o SEO porque os motores de busca dão mais relevância e força para sites que tenham uma quantidade de backlinks de qualidade.

Outros fatores para SEO que também merecem atenção

Além dos 4 fatores listados acima, existem outros que também são importantes para otimização SEO de sites e que não podem ficar de fora da nossa lista. Confira!:

– A relevância do seu domínio: Sim, o Google pode considerar o seu domínio forte ou fraco mediante a alguns fatores como o tempo de domínio, a quantidade de URLs, e etc;

– A quantidade de páginas que o seu site tem: Para ranquear bem, você precisa ter bons conteúdos e em grande escala. Por isso, sites com bastante URLs demonstram para o Google que há uma quantidade boa de conteúdos e informações;

– As suas URLs falam muito sobre os seus conteúdos: Manter URLs com palavras-chaves também faz o Google (e os seus usuários) entender melhor sobre do que se trata o seu conteúdo.

Pronto para implementar a sua estratégia de SEO?

O SEO é uma estratégia de longo prazo. Por isso é importante começar a executá-la o quanto antes, sempre respeitando todas as regras que passamos acima.

Para evitar qualquer erro, comece devagar e testando o que pode ou não ser eficiente para o seu site. Caso tenha ficado com qualquer dúvida ou tenha uma sugestão sobre o assunto, deixe abaixo nos comentários. Até a próxima!

—-

Esse texto foi relevante para você? Entre em nosso blog para ler mais posts com dicas de marketing digital, estratégias de marketing e produção de conteúdo!

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOSSOS CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DESSES:
Como humanizar a comunicaçãoSLA - Alinhamento entre vendas e marketing