Entenda o que é

marketing de saúde orgânico

  • Tempo de Leitura: 8 minutos

As iniciativas de marketing permitem uma nova perspectiva sobre a forma de se comunicar, efetuar atendimento, captar novos pacientes e fidelizar os clientes. As novas dinâmicas de consumo de informações na internet demandam estratégia e técnica. Com isso, elas se tornam precisas e capazes de trazer o retorno tão esperado pelos gestores.

Existem dois tipos de ações dentro do marketing digital: as patrocinadas e as orgânicas. São consideradas ações orgânicas todas aquelas que não utilizam recursos financeiros para efetuar um destaque frente à concorrência.

Dentro das principais questões envolvendo o marketing orgânico encontram-se temas como:

  • SEO;
  • Postagens de blog;
  • Materiais ricos, como eBooks e infográficos;
  • Conteúdos nas redes sociais;
  • Uso dos assistentes de negócio, como o Google Meu Negócio.

Muitas empresas fazem investimentos para otimizar sua visibilidade na rede por meio de posts patrocinados e investimentos no Google Adwords. Contudo, as ações orgânicas possuem uma grande importância, na verdade até maior, para os resultados.

Isso ocorre porque o marketing orgânico é um termômetro interessante para as empresas que pretendem analisar qual a sua visibilidade junto aos concorrentes, principalmente em resultados de busca feitas por sistemas como Google e Bing.

Quer saber mais sobre o marketing orgânico para a saúde e como ele vai funcionar para sua clínica ou consultório? Então confira algumas dicas e informações que separamos para você!

A importância do tráfego orgânico para o marketing de saúde

Uma empresa não pode ficar dependendo apenas de ações pagas para gerar tráfego para seu site ou blog. O tráfego de audiência orgânica é essencial e representa um importante canal para aquisição de leads e novos pacientes.

Ao deixar de lado as estratégias de marketing orgânico, a empresa abre mão de um canal de aquisição. Isso representa uma perda estratégica significativa para todos os processos de marketing digital

E porque o tráfego orgânico é tão importante?

Simples, ele apresenta um custo baixíssimo e capacidade de gerar resultados a longo prazo, uma vez que se trata de uma estratégia contínua e que exige pouca manutenção.

Por fim, vale ressaltar que cerca de 84,7% das pessoas efetuam buscas orgânicas no Google para encontrar informações e conteúdos sobre os mais diversos temas. Poucos realmente se aprofundam nas pesquisas a ponto de chegar na segunda página de resultados.

Sendo assim, sua empresa precisa estar na primeira página e tudo isso só será possível por meio das principais estratégias de marketing orgânico para a área da saúde.

Saiba mais sobre elas abaixo!

Cuidar de
Marketing Digital, Experiência do Paciente, Geração de Demanda
sem perder o foco médico?

Sabemos os desafios em manter todas as áreas da sua clínica eficientes sem prejudicar sua carreira assistencial . Nossos materiais educativos tornam o processo mais eficiente e menos doloroso.

Os principais pilares e ações para otimizar o marketing de saúde orgânico ​

Search Engine Optimization (SEO)

Em uma tradução livre, SEO significa otimização para sistema de pesquisa. Os cuidados envolvem a construção de sites, páginas e textos escaneáveis, ou seja, que estejam adequados ao sistema utilizado pelos buscadores.

Os cuidados com SEO envolvem o uso de títulos, parágrafos curtos, palavras-chave, entre outros pontos. Todos esses detalhes são importantes para deixar o site mais “legível” pelos sistemas de busca, melhorando o ranqueamento da página.

Aplicar as boas práticas de SEO é uma tarefa trabalhosa e que pode demandar tempo. Porém, os resultados obtidos são gratificantes. Por exemplo, tirar o site da terceira página de busca e emplacá-lo na primeira. Isso garante um retorno bem melhor por parte das audiências.

Marketing de conteúdo

Criar conteúdo é uma forma eficaz de otimizar o tráfego orgânico. Textos, vídeos, ebooks e infográficos construídos com estratégia são fundamentais para despertar a atenção do público-alvo. Eles também enriquecem a bagagem de conhecimento e auxiliam no processo de geração de autoridade.

Com conteúdos de qualidade, sua clínica pode:

  • Ranquear páginas;
  • Potencializar as buscas por uma palavra-chave;
  • Direcionar tráfego;
  • Gerar engajamento. 

Um boa estratégia de distribuição e produção de conteúdos tem tudo para potencializar o tráfego do site, além de auxiliar no branding e na captação de clientes. Portanto, se a preocupação da sua equipe de marketing é a audiência orgânica, pode ter certeza que a aplicação do conteúdo vai servir como uma poderosa ferramenta.

Redes sociais

As redes sociais surgiram com um aspecto bastante lúdico e social. Contudo, sua capacidade para gerar negócios e auxiliar empresas se tornou cada vez mais forte e hoje é quase impossível falar de marketing na internet sem ter uma boa estratégia para redes sociais. 

Além de sua capacidade de colocar pessoas e empresas em um contato mais próximo, redes como Facebook, Instagram e Twitter permitem o compartilhamento de conteúdos, que irão fazer parte da sua estratégia de inbound marketing e direcionar tráfego para o site da empresa.

Não há fórmula para obter sucesso nas redes. Porém, existem alguns cuidados, tais como:

  • Analisar bem o público alvo;
  • Dosar o compartilhamento de conteúdos;
  • Investir em bons conteúdos;
  • Gerenciar resultados;
  • Adequar o discurso e a forma de interação para que a comunicação seja condizente com o ambiente e as pessoas.

3 exemplos de boas estratégias para melhorar o tráfego orgânico

1. Atualizar redes sociais com conteúdos e informações úteis

Conforme dito no tópico anterior, utilizar as redes sociais é um ótimo caminho para ampliar o tráfego e fortalecer seu marketing de saúde. Contudo, para que haja sucesso, a empresa precisa alinhar os conteúdos produzidos com os temas que impactam seu público-alvo.

Além disso, é fundamental prezar pela utilidade e profundidade das informações, ou seja, nada de criar posts sem graça ou redigir textos pouco informativos e que utilizem o título para caçar cliques.

2. Adicionar conteúdo ao site com frequência para otimizar o SEO

Conteúdos ajudam a otimizar o SEO, desde que construídos seguindo as premissas básicas. 

Quanto mais conteúdo relevante seu site possuir, melhor será o ranqueamento e mais assertiva será a estratégia de marketing em saúde.

Uma empresa precisa se esforçar para produzir bons conteúdos, tanto para auxiliar na melhoria de seu posicionamento quanto para se tornar uma autoridade frente ao público alvo. Ou seja, gerar informações úteis para se tornar uma referência no assunto.

3. Atualizar listagem da empresa no Google My Business

Manter as informações sobre sua clínica ou consultório atualizadas em espaços corporativos como o Google My Business e o Yelp é um procedimento interessante para otimizar o tráfego. 

Esses serviços são como um grande cartão de visitas virtual. Porém, vão mais além e oferecem números de telefone, botões para o site, links para enviar e-mails e muitos mais. Manter o perfil da empresa atualizado será de grande ajuda para o tráfego orgânico e sistemas de busca, otimizando o marketing em saúde.

Conclusão

Apostar em tráfego orgânico é mais barato do que criar anúncios e fundamental para qualquer estratégia de marketing de conteúdo e branding. 

Nenhuma empresa deve sobreviver apenas de audiência paga. Por isso, agências especializadas em marketing digital sempre reforçam a importância do SEO e das outras estratégias de ranqueamento para o sucesso do cliente.

Quer saber mais sobre as possibilidade de expansão do seu tráfego e as melhores práticas em marketing para a saúde? Então, não deixe de visitar outros textos do nosso blog!

Não pare de aprender:

Pedro Barbieri | CEO da Future e Sócio da Clínica Alira

Apaixonado por gente, economista pela Unicamp e eterno aprendiz. Acredito que toda pessoa e empresa tem uma história incrível para contar ao mundo.

Artigos Recentes

Fale Conosco

Av. Angélica 2491 14º Andar

São Paulo - SP

(11) 4431-2170

be@futuremkt.com.br

Assine Nossa Newsletter